14 abril 2018

31ª EDIÇÃO POETIZANDO E ENCANTANDO

                        Imagem escolhida nº3

Donzela Amargurada
Hoje, não sou jardim
nem sou flor,
sou como um espinho 
no lugar onde faz dor...
Sou tristeza sou nuvem
sou escuridão sem brilho
sou um dia de inverno
onde o frio gela e treme...
Sou a triste natureza
quando a folha cai
o vento sopra
e a árvore se despe...

Sou turbilhão que passa
que nada vê à sua volta
e dispensa toda a graça...
sou dor em sentimento
sou um jardim despido
que murcha à mercê do tempo...
Sou pétala que morre
quando a seiva evapora
sou gotícula de orvalho
com o gelo não descola...
Sou um triste amanhecer
tal não devia nascer,
poder a página virar
e a natureza descrever...

25 comentários:

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Minha querida, mesmo se recuperando participou com esta linda poesia!
Seu estado talvez refletiu no seu poetar, estou, mas ficou uma linda poesia. Meus lhos escuro,a névoa que cai me entristece. Logo sol vai brilhar e a luz vai irradiar tudo amiga! Muito obrigada por mais uma vez participar e encantar . Seja sempre bem vinda! Lhe desejo muita saúde , forças e fé. Bjuss

Elza Interaminense disse...

Amiga luísa, mais uma bela poesia com muita inspiração escreveste e merece aplausos.

Sou turbilhão que passa
que nada vê à sua volta
e dispensa toda a graça...
sou dor em sentimento
sou um jardim despido
que murcha à mercê do tempo...
isso prova que todo turbilhão passa e ficam as marcas profundas.Com o tempo vai amenizando as marcas, ficam as lembranças. Abraços, lhe desejo muita saúde e paz nesse final de semana e sempre.

Genilda Maria da Silva disse...

no lugar onde faz dor...
Sou tristeza sou nuvem
sou escuridão sem brilho
sou um dia de inverno
onde o frio gela e treme...
querida Luísa, quando estamos sofrendo por algo, nos sentimos exatamente ssim como escreveu nessa linda poesia. Parabéns amiga pela bela inspiração. Tenha um fim de semana feliz e abençoado.Bjus

CÉU disse...

Olá, querida Luisinha!

Espero k se encontre melhor, embora eu saiba que as cirurgias levam o seu tempo, mas o importante é ficar bem.

Li o seu poema, que demonstra o seu estado de espírito, ou não será? É só poesia para o blogue e nada mais, pke viver é excelentes, mesmo que encontremos um ou outro contratempo.

Beijinhos, ânimo e rápidas melhoras.

Magdeli Valdés disse...

cuando sufre le cuerpo , se estremece el alma

poetizando el dolor , este se va en fuga

hermosa poesía de la vida ...

Gil António disse...

Bom dia. Li com toda a atenção e como todos gostamos de entrelaçar versos, confesso que me arrepiei quando li: "" Sou gotícula de orvalho "" ...É que pensei logo no verso seguinte...
Não, não foi isso, lol. Foi. " É domingo, esquece o trabalho", lol

Desculpe a brincadeira. AMEI o seu poema e participação
.
* Flores e Borboletas em sintonia poética (Poetizando) *
.
Votos de um domingo feliz.

✿ chica disse...

Linda tua inspiração e sempre há na vida esses dias de turbilhões... beijos, tudo de bom,chica

Diná Fernandes O.Souza disse...

Bom dia Luisa, versos sensíveis , tomara seja apenas inspiração. Não sabia que estás em pós-op, valew o esforço mental para elaborar a composição.Assim sendo desejo uma breve recuperação amiga querida.

Desejo ainda um abençoado domingo extensivo à uma ótima semana.

Paz para seu coração!

Bjs!

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Luísa!
Que espetáculo descortinar seu poema!
Você foi muito feliz e perceltiva ao se espelhar no rosto da mulher para beber dos sentimentos dela e compor um poema que define muito bem sua expressão facial que revela plenamente o que lhe vai no âmago do seu ser delicado e sensível... até a provável dor você capta com presteza... que beleza!
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm de paz e bem

Roselia Bezerra disse...

*perceptiva

Antonio Pereira Apon disse...

Triste e belo versar, poesia de sentimentos outonais, que, se invernarão, também farão primavera a esperar verão. Assim é a inspiração a infindar.

Um abraço e uma boa semana.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Boa tarde, Luísa
Me encantei com seus lindos e sensíveis versos.
Maravilhosos.
Te desejo melhoras.
Fica bem.
Um forte abraço de
Verena e Bichinhos.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Maravilhoso poema, Luisa! É sentir-se espinho da rosa, já é um despropósito à mulher, por mais magoada que esteja! Em fim, a alma humana é a humana alma... Parabéns pela linda postagem! Grande abraço. Laerte.

Toninho disse...

Olá Luisa, um sentimento de tristeza profundo, que o coração estremece em cada verso, mas a poesia tem esta mania de tornar bonito o triste, mas sabemos o quanto dói carregar estes sentimentos aqui derramados em versos. Construção e inspiração emotiva e arte da poesia.
Perfeita sua donzela amargurada esquecida da vida.
Que a semana seja leve e alegre.
Meu terno abraço
Bjs de paz amiga.

CÉU disse...

Boa noite, querida Luisinha!

Fiquei preocupada com a sua visão, sinceramente. Os olhos são o nosso melhor tesouro.
A coluna, espondilose, escoliose, etc. até os de 20 e 20 e tal anos já têm, mas é uma doença sem cura e mto chata. Eu não tenho espondilose, ainda, mas tenho problemas nas mãos, contraturas e dedos em gatilho, que só se resolvem com cirurgia. Este tempo está péssimo e os ossos ressentem-se.

Não escreva! Ponha óculos de sol, bem escuros qdo for para a rua e em casa, pouca luz. As melhoras.

Beijinhos e boa semana.

Graça Pires disse...

Um poema magoado... Muito belo!
Uma boa semana.
Beijos.

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Minha amiga Luísa! Muito obrigada pela visita e o lindo comentário que deixou. Você será sempre bem vinda! Abraços com desejos de uma noite de paz e um amanhecer feliz.

Zilani Célia disse...

OI LUIZA!
MUITO LINDO.
DEFINE UM DAQUELES DIAS EM QUE NADA SABEMOS, NADA QUEREMOS, NADA SOMOS. AINDA BEM QUE PASSAM.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

CÉU disse...

Olá, querida Luisinha!

Grata pela sua visita e tão carinhosas palavras.

Espero que a sua visão vá melhorando dia a dia. Não esforce os olhos.

Qto à minha mão, isto não está a ser fácil. Mto trabalho no emprego, em casa, tb, e um blogue, que requer escrever. Vamos ver!

Beijinhos e resto de dia feliz.

Jaime Portela disse...

Poema de alguma mágoa, mas ao mesmo tempo magnífico.
Parabéns.
Continuação de boa semana, amiga Luísa.
Beijo.

Ana Rodrigues disse...

Que lindo e inesperado poema, que retrata tão bem um aspeto de nós próprios do qual queremos normalmente fugir, mas é bom saber compreendê-lo também. Beijinhos :)

RUDYNALVA disse...

Luisa!
Bela participação e inspiração.
“A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.” (Augusto Cury)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/04/divulgacao-cultural-51-31-poetizando-e.html

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Bom dia!
Chegando cedinho com o convite do Poetizando, acabei de postar.
hoje a temática nos sugere lindas inspirações.
Um abraço apertado sufoca,
mas a falta dele também.
Vim trazer o meu.
Feliz fim de semana pra ti.
Abraços da amiga Lourdes

“Que os meus olhos nunca tenham pressa para apreciar o que é belo,
nem meu coração deixe de amar o que é bom!”
Vera Queiroz

Maria Rodrigues disse...

Bela e inspirada participação.
Tem dias em que nos sentimos assim ... com uma nostalgia tão grande que aperta o coração.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Ana Freire disse...

Mais uma vez, a sua sensibilidade poética, bem presente em cada linha...
Excelente momento poético!
Beijinhos
Ana