01 dezembro 2017

Ousadia minha

Mas que ousadia escrever
fantasia e imaginação
já me dói a mão fechada
e já me falta emoção...
Palavras soltas ao vento
frases a entrelaçar
poemas que cruzam ao relento
e romantismo no ar...
Quisera eu que assim fosse
o tempo atrás voltasse
alegria de outrora
por ventura repassasse...

Já fui flor, já fui botão
já fui rosa, que floria
em mim havia magia
que vibrava no coração...
Sou poema, verso e rima
de sensível construção
sou verso e inverso
que por vezes perco o chão...
Sou felicidade que cresce
mas num triz desaparece
fica apenas a tristeza
que me banha o coração...
Sou liberdade em pensamento
que voa na ilusão
como outrora fui princesa
em palácio, de imaginação!!!

5 comentários:

CÉU disse...

Olá, querida Luisinha!

Então, como vai esse ânimo?
Escrever faz sempre bem. Desabafa-se com o papel ou com o teclado e pronto. Melhor, pior o importante é pôr cá fora o que nos atormenta a alma.

Tudo é passageiro nesta vida, o bem e o mal, felizmente, embora na nossa imaginação possamos ser tudo e ter tudo. Somos princesas em castelos por nós construídos e temos príncipes, que nos amam, sem condições, ou seja, verdadeiramente.

É tão bom sonhar e escrever as nossas mágoas e os nossos sonhos.

Beijinhos e dias felizes. Se está em Bragança, deve estar um tempo de "cortar à faca". Agasalhe-se bem, minha amiga!

Bom feriado!

Diná Fernandes O.Souza disse...

Bom dia menina poeta!

Escrever é também um ato de amor, solte o verbo, faz bem ao coração, e versos lindos assim são presentes poéticos que não se destroem. Gostei de conhecer sua página.

Bom findi!


Bjss!

Vanessa disse...

Oii, obrigada pela visita e pelo comentário. Escrever sempre é bom, podemos nos expressar muito bem pela escrita, até mais do que pela fala.
Volte mais vezes, ficarei muito feliz com a sua visita.
Tenha uma ótima semana.

Maria Rodrigues disse...

Só quem nasce com o dom da escrita, consegue ter a ousadia de colocar no papel o que lhe vai na alma.
Simplesmente maravilhoso.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá, a Luísa escreve lindamente, escreve de uma maneira que consegue transmitir a sua enorme sensibilidade, liberdade em pensamento ninguém nos pode tirar, atravez da mesma deve-se viver cada bom momento com intensidade.
Continuação de boa semana e feliz fim de semana,
AG