26 agosto 2008

O amor-perfeito




























O amor é um sentimento puro,
É fogo, é paixão, que nasce no coração,
É fruto da natureza que espalha a beleza,
É símbolo de união, que Deus na terra deixou,
Quando o mundo criou…
Fogo, que arde no peito sem se ver quando não é correspondido...
O amor é a força da vida!
É aquele que nos dá alento e esperança,
É um sonho que nos faz sorrir,
Ao acordar de uma manhã triste de inverno
Amor é o sorriso de uma criança,
Onde inspira toda a confiança...
É a força com que Deus ama cada ser humano!
O amor é o desabrochar da manhã
É o brilhar do sol que alimenta a natureza,
É tudo o que nos envolve, e multiplica e dá a vida a cada um de nós…
O amor é algo que procuramos
E por vezes não achamos e deixamos de brilhar!
Esse sentimento nobre, que existe num coração pobre
Não queremos enxergar e tanta falta nos faz!!!
Sem ele tudo esmorece, a natureza não cresce,
A vida não perdura,
Tudo á volta entristece e por vezes adoece
Cultivando até a loucura…




1 comentário:

Daniel Silva disse...

Olá D. Luisa.

Estava aqui a ler o seu blogue e reparei com mais atenção neste poema que me tocou especialmente...hoje. Porque a poesia é interpretada de uma forma subjectiva por quem a lê e varia conforme o estado de espírito desse momento, hoje este poema tocou-me particularmente, porque acredito que nas suas palavras quando diz:
"O amor é a força da vida!
É aquele que nos dá alento e esperança
É um sonho que nos faz sorrir". Mas a vida prega-nos partidas e tira-nos a força, o alento, a esperança...o sorriso!

Beijinhos
Daniel Silva